Notícias

Estácio anuncia vencedores do Prêmio Estácio de Jornalismo – Edição 2014

A Instituição distribuiu R$100 mil para os autores das melhores reportagens sobre o ensino superior no Brasil

A Estácio anunciou, no último dia 24, em cerimônia na Zona Sul do Rio de Janeiro, os vencedores do Prêmio Estácio de Jornalismo – edição 2014. A festa de premiação reuniu cerca de 80 profissionais de comunicação de todas as regiões do Brasil.

Um total de R$100 mil foi distribuído entre os nove prêmios da quarta edição, em duas modalidades: Nacional e Regional. Estas foram divididas nas categorias Impresso (Jornal e Revista), Televisão, Rádio e Internet. Na modalidade Nacional, o prêmio para cada vencedor foi no valor bruto de R$ 12 mil. Na modalidade Regional, o prêmio para cada vencedor foi no valor bruto de R$ 8 mil. O vencedor do prêmio principal, o Grande Prêmio Estácio de Jornalismo 2014, recebeu a quantia bruta de R$ 20 mil. Todos receberam certificado e troféu alusivos à premiação. Para o presidente da Estácio, Rogério Melzi, o grande legado do Prêmio é associar de forma inequívoca educação e imprensa livre. “Através deles, podemos mudar verdadeiramente o país e ajudar a fazer um Brasil melhor, mais justo e mais desenvolvido.”

O jornalista Eduardo Geraque, vencedor da categoria Impresso Nacional, ressaltou a importância de um Prêmio que olhe para todas as mídias e para veículos regionais. “O Prêmio é importante por vários motivos, dentre eles por privilegiar veículos regionais e dar uma atenção especial ao radiojornalismo, que é muito raro”, afirmou o repórter da Folha de S. Paulo.

Para Cledivânia Pereira, vencedora da categoria Internet Regional, a união do jornalismo com educação é o melhor aspecto explorado pelo Prêmio. “É muito importante unir esses temas essenciais para a sociedade. A educação é a grande barreira do desenvolvimento econômico do país”, ressaltou a jornalista do Portal Tribuna do Norte.

Ana Sacoman, vencedora do Grande Prêmio Estácio de Jornalismo com a série de reportagens “Especial USP 80 anos”, reafirmou a necessidade da cobertura da educação no jornalismo. “O prêmio ajuda a manter a educação em pauta. Falar sobre educação é um desafio. Há um ano escrevo sobre educação e aprendo todo dia coisas novas. Não podemos perder esse espaço e esse prêmio vem para incentivar tanto a imprensa nacional quanto a regional a continuarem falando de educação, investigando e dando espaço a este setor. O papel do repórter em educação é fiscalizador também”, afirmou a repórter do Estadão.

Os premiados foram:

Grande Prêmio Estácio de Jornalismo Autor(es): Paulo Saldaña, Luciana Constantino, Ana Sacoman, Andrei Netto, Barbara Ferreira Santos, Edson Veiga, Gabriel Manzano, Giovana Girardi, José Maria Mayrink, Marina Azaredo, Mônica Manir, Pablo Pereira, Roberto Godoy e Victor Vieira Reportagem: Especial USP 80 anos Veículo: O Estado de S. Paulo

Impresso Nacional

Autor(es): Fabio Takahashi, Mario Cesar Carvalho e Eduardo Geraque Reportagem: Gastos fora de controle nas universidades de São Paulo Veículo: Folha de S. Paulo

Impresso Regional

Autor: Jônatas Dias Lima Reportagem: Burocracia trava avanço científico Veículo: Gazeta do Povo (Curitiba – PR)

Internet Nacional

Autor(es): Davi Lira e Ocimara Balmant Reportagem: Série Ciência com fronteiras Veículo: Portal IG

Internet Regional

Autor(es): Renata Moura e Cledivânia Pereira Reportagem: Nova indústria, novas oportunidades Veículo: Portal Tribuna do Norte (Natal – RN)

TV Nacional

Autor(es): Camila Konder, Alexandre dos Santos, Maria Lindenberg, Julia Braga, Rogério Coutinho, Vinicius Carvalho, José Luz e Rodrigo Nogueira Reportagem: 10 anos de cotas na UERJ Veículo: Globo Universidade, da Rede Globo

TV Regional

Autor(es): Mariana Rodrigues, Alex Nepomuceno, Anderson Rocha e Janine Jordaim Reportagem: Reescrevendo a própria história Veículo: Tribuna Notícias, da TV Tribuna (Vitória – ES)

Rádio Nacional

Autor(es): Elaine Freires e Bianca Lemos dos Santos Reportagem: Geração nem nem Veículo: Rádio CBN

Rádio Regional

Autor(es): Celso Freire e Cira Pinheiro Reportagem: Faculdades irregulares acabam com sonhos de universitários Veículo: Rádio O Liberal – CBN (Belém – PA)

A quarta edição superou o número de trabalhos inscritos em todas as edições. Com 261 reportagens concorrentes, a edição 2014 registrou um aumento de 23% em relação ao ano de 2013, que havia recebido o maior número de inscrições (211) até então. No total, 126 veículos de imprensa de 20 estados e do Distrito Federal participaram desta edição. Somando as reportagens jornalísticas inscritas nas quatro edições, são mais de 700 entre as mídias impresso (jornais e revistas), TV, rádio e internet. A edição 2014 não ficará marcada somente pelo recorde de inscrições, mas também pela criação da plataforma de inscrição online, que permitiu aos participantes inscreverem suas reportagens diretamente pelo site do prêmio, tornando o processo mais ágil e cômodo para os jornalistas.

Todos os anos, as reportagens passam pelo crivo de três comissões julgadoras distintas. Nesta edição, foram 70 dias de análise para garantir que todas as reportagens inscritas tivessem uma avaliação cuidadosa e ampla. Participaram do processo de julgamento funcionários da Estácio da área de Comunicação, professores de jornalismo da instituição de várias regiões do país e renomados profissionais de imprensa. A comissão final que apontou os nove vencedores deste ano foi composta por Augusto Nunes, colunista da revista Veja online e vencedor de quatro prêmios Esso; Arnaldo Niskier, doutor em Educação e membro da Academia Brasileira de Letras (ABL); Cristiane Correa, ex-editora-executiva da Revista Exame, escritora e palestrante, especializada nas áreas de Negócios e Gestão; Ilona Becskeházy, consultora da Fundação Lemann e comentarista de educação da rádio CBN; e Vera Iris Paternostro, gerente de desenvolvimento de jornalismo da TV Globo e autora de livros.​

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email